notícias

Notícias
23/06/2017

Com mercado de trabalho em alta, Engenharia Agronômica e Veterinária podem estar entre as boas opções na hora de escolher a carreira

Que o desemprego é uma das grandes preocupações hoje, não há dúvida. Tanto é verdade que, o índice de empregabilidade  já se tornou quesito importante, a ser levado em conta pelos jovens que estão em fase de decidirem qual curso e carreira seguirem.  Nesta linha, Engenharia Agronômica e Medicina Veterinária podem parecer entre as boas opções. Isso porque, o jornal Folha de São Paulo em sua edição de 21 de junho divulgou que após impactar o PIB do primeiro trimestre, a agropecuária foi a principal responsável pelo saldo positivo na criação de vagas com carteira assinada em maio. Entre demissões e contratações, foram 34,2 mil novos postos formais em maio, melhor resultado para o mês desde 2014. De acordo com a notícia, a agricultura e a pecuária responderam por 46 mil vagas criadas. Indústria de transformação, serviços e administração pública também geraram postos, mas bem menos: 4.376. Ou seja, 90% das vagas surgiram no campo - só o cultivo de café gerou 25,2 mil postos.

Desta forma, com o mercado de trabalho agropecuário em ascensão, tanto Engenharia Agronômica como Medicina Veterinária ganham destaques na hora de escolher por uma carreira profissional. E a FESB é a única faculdade, na região Bragantina, que oferece o curso de Engenharia Agronômica. Com uma estrutura completa de laboratórios para realização de aula práticas (química, anatomia, microscopia e multidisciplinar), a Engenharia Agronômica da FESB ainda oferece uma ampla área para realização de pesquisas em agricultura: a Fazenda Escola.  O curso tem duração de 5 anos, na modalidade presencial, incluindo disciplinas teórico/práticas, estágio supervisionado, trabalho de conclusão do curso (TCC) e atividades complementares, atribuindo ao aluno o grau de Engenheiro Agrônomo.

Medicina Veterinária na FESB também tem diferenciais. Um deles é o curso ser integral. Para vivenciar a teoria aprendida em sala de aula, a FESB dispõe, além da Fazenda Escola de um Hospital Veterinário com centros cirúrgicos para pequenos e grandes animais, laboratório de análises clínicas e de diagnóstico por imagem. Desde a primeira série do curso o aluno é estimulado a experimentar o ambiente profissional veterinário podendo participar de alguns programas como Práticas Hospitalares e Vivência Prática. Além disso, o Programa de Iniciação Científica (PIC) da medicina veterinária está bem consolidado, permitindo que os discentes deem seus primeiros passos no caminho da pesquisa. A FESB ainda, desde 2010, oferece Programa de Aprimoramento Profissional em Medicina Veterinária (residência), que se caracteriza por atividades intensivas de treinamento profissional supervisionado em serviço de assistência médica veterinária, com duração de dois anos

Se interessou? Acesse os links e descubra um pouco mais sobre os dois cursos: 

Engenharia Agronômica

http://www.fesb.br/class_names/23-engenharia-agronomica

Medicina Veterinária

http://www.fesb.br/class_names/9-medicina-veterinaria

 

Galeria de imagens