notícias

Notícias
12/05/2018

FESB Bicampeã Brasileira Masculina Paralimpica 2017/2018

Bicampeã Brasileira Masculina nos Jogos Paralimpicos Universitário (2017/2018) e terceira colocação no geral da competição.  Com 11 medalhas, sendo seis de ouro, três de prata e duas de bronze, a FESB - Fundação de Ensino Superior de Bragança - pelo segundo ano consecutivo, brilhou nos Jogos Paralímpicos Universitários. A competição foi organizada pelo Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), em parceria com a Confederação Brasileira do Desporto Universitário (CBDU) e o Ministério do Esporte.

A FESB participou com cinco atletas, nas modalidades de tênis de mesa e natação. O grupo teve a coordenação do professor e técnico Luiz Aparecido dos Santos (Miguel). Ele que também é o responsável pelo Laboratório de Atividades Motoras Adaptadas e Saúde (LAMAS) da FESB. Contou ainda com o apoio dos alunos Vitor R. de Oliveira, Marcelo Maiani (também atuando como árbitro da Bocha Paralimpica) e Sabrina Torelli.

Só na piscina foram cinco ouro conquistados pela a FESB. Três deles da nadadora Camila Joana de Oliveira. Os demais vieram dos campeões Jean Gomes Firmino de Oliveira e Matheus Domingues Martins.  Nas águas, a FESB ainda faturou mais 2 medalhas de prata, de Jean Gomes Firmino de Oliveira, nadando 100 m livres e 200m medley.

No tênis de mesa, a FESB também ocupou o primeiro lugar no pódio, com o atleta Rafael Luiz Costa (campeão de duplas, classe C3M). Na mesma modalidade, a instituição ainda obteve a segunda colocação (medalha de prata) com o atleta iniciante Rodolfo Rodrigues dos Santos e mais duas medalhas de bronze (por equipe), de Rafael Costa e Rodolfo Santos.

A edição 2018 dos Jogos Paralímpicos Universitários encerraram na sexta-feira (11). Esta foi a terceira edição do evento, realizada no Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo (SP) Ao todo, participaram 292 atletas de cerca de 200 instituições de ensino, de 24 Estados e do Distrito Federal. Foram disputadas sete modalidades: atletismo, bocha, judô, natação, parabadminton, tênis de mesa e tênis em cadeira de rodas. Os jogos ainda contaram com a presença de sete medalhistas paralímpicos. Nomes como Alessandro Silva e Ádria Santos, campeões paralímpicos do atletismo, destacaram-se em suas respectivas provas. Maior medalhista paralímpica feminina do Brasil, Ádria experimentou provas de campo e de meio-fundo.

Galeria de imagens

Nadadora Camila  (foto do Comitê Paralímpico Brasileiro)
Rafael  (foto do Comitê Paralímpico Brasileiro)