notícias

Notícias
14/09/2018

Na FESB: 4ª Mostra de Artes dos alunos da APAE exprime muita criatividade e sensibilidade  

“A capacidade criativa não se limita aos aspectos físicos, intelectuais ou psíquicos.” A frase mencionada pela curadora da 4ª Mostra de Artes dos alunos da APAE, Vanessa Rossi, define, com propriedade exposição que está montada na FESB (Fundação Municipal de Ensino Superior).  A mostra traz a produção dos alunos, entre 6 e 30 anos, que frequentam as aulas de arte na Escola de Educação Especial Flor do Ypê, mantida pela APAE de Bragança Paulista. São mais 20 obras realizadas tanto individual quanto coletivamente, com variado materiais e técnicas como: pintura, mosaico, alinhavo, modelagem, construção, recorte e colagem, entre outras, produzidas entre os anos de 2017 e 2018.

Segundo Vanessa Rossi, a exposição não possui nenhum fim lucrativo. O objetivo, de acordo com ela é incluir a pessoa com deficiência intelectual, múltipla ou com transtorno do espectro autista (TEA) através da arte e consequentemente promover, aos alunos, o acesso a cultura, o desenvolvimento da autoestima, o favorecimento da socialização e desenvolvimento da comunicação, o incentivo a expressão das emoções, sentimentos, pensamentos e ideias. “Mas, em especial, a valorização do aluno como ser produtor e manifestante cultural”, completou.

A curadora explicou que cada obra exposta tem em si um grande valor. “Pois retratam - com o mínimo de interferência possível por parte do professor - a vivência de cada aluno em seu cotidiano escolar, suas habilidades, limitações e evoluções, o desenvolvimento do vínculo entre professor e aluno, as descobertas, experimentações e combinações de diversos materiais, as emoções e sentimentos”. Também ressaltou que as obras não acompanham, necessariamente, um padrão determinado, sendo o mais importante a expressão do que a estética. “Para isso utilizamos em aula recursos e instrumentos das áreas de artes, arte educação, arteterapia e psicologia a fim de criar um trabalho diferenciado, sensível e adaptado as necessidades do aluno”.

A exposição é aberta ao público, gratuita e permanece na FESB até 10 de outubro.

                                         

Galeria de imagens